13.6.06

Entrevista ao Padre Chico, de Timor

"Os timorenses são mais portugueses que os continentais. O amor por Portugal é muito forte e o culto da bandeira portuguesa ainda se mantém. Em Timor, a bandeira portuguesa é como Deus. Lembro-me do episódio em que, depois da invasão, um capitão indonésio arrastou a bandeira portuguesa pela cidade, até pedir a um timorense que a utilizasse para limpar o seu carro. O timorense respondeu-lhe que a bandeira era sagrada, e mesmo sob ameaça de pistola, preferiu usar a sua camisa para limpar. E, disse-lhe ainda que se quisesse que respeitassem a bandeira indonésia, primeiro teria de respeitar a portuguesa."

Leia o resto AQUI

O Padre Francisco Fernandes nasceu em Lacló — no concelho de Manatuto, 50 km a leste de Dili — onde nasceu a 24 de Maio de 1936. Foi educado no Colégio de Nun’Álvares Pereira, em Soibada por onde passaram pessoas Ramos Horta e a maioria dos irmãos Lopes da Cruz. O Colégio era conhecido como a Coimbra de Timor.


2 comments:

António Cagica Rapaz said...

Ou Portugal está cheio de timorenses ou nós andamos, desde 2004, a fazer muito triste uso da nossa bandeira.

mch said...

Precisamente; nacionalismo nos pés, ópio do povo, mais ou menos isso; se cada golo marcado fosse um desempregado a menos, ainda valia