3.7.08

Então, para que serve a Lusofonia ?


A nossa COMUNICAÇÃO SOCIAL ESTÁ DOENTE, com excepções. O grave não é só o dinossaurismo de Miguel Urbano Rodrigues e demais avantistas, bem referido por Jorge Ferreira. O grave é que estando em jogo a vida de um luso descendente pouco ou nada se preocupou durante cinco anos com os movimentos e petições que corriam, pela Lusoesfera nos Estados Unidos e na Venezuela e em Portugal.

Entre as noticias da libertação de Ingrid Betancourt veio agora o destaque do jovem luso-americano Marc Gonsalves, filho de Josephine Rosano e do luso-descendente George Gonsalves, descendente de emigrantes madeirenses por parte do avô e de açorianos por parte da avó. Estava refém desde 13 de Fevereiro de 2003 quando foi capturado pelas FARC- Colombia após ser abatido o avião no qual se deslocava numa missão de controlo do narcotráfico na província de Caquetá, na selva da Colômbia, durante uma operação de vigilância ao cultivo de coca - não sabemos se daquela que costuma desembarcar no aeródromo de Tires...

Mas houve quem se tivesse mexido antes e não foi noticiado. João R. Crisóstomo, reconhecido pela defesa dos portugueses radicados nos EUA, bem como dos Direitos Humanos – e que em 2004 liderou uma grande homenagem internacional a Aristides de Sousa Mendes –, lançou a ideia entre os clubes e organizações luso-americanas nos Estados Unidos de uma petição a 3 de Abril que foi entregue.  João Paulo Veracruz, presidente do Centro Social Madeirense de Valência, João Sidónio Rodrigues, presidente do Centro Marítimo de Venezuela, Fernando Silva, presidente da Casa Portuguesa da Arágua e o presidente do Centro Português de Caracas Juan Gonçalves, apelaram ao "Governo português a avançar com gestões para ajudar a este luso-descendente que está sequestrado e reforçar o apoio a qualquer português, do mundo inteiro" que eventualmente seja sequestrado. Tal como não se falou dos negócios de Américo Amorim na ida do primeiro ministro a Caracas, também não se falou destes pedidos a José Sócrates.

Agora o drama chega ao fim e Gonsalves volta a Casa.Devido a outros meios.  Fico contente.  MAs a Lusoesfera mexeu-se e em Portugal quase não se falou dela. É de esperar que fique a lição que não haverá mais silenciamentos quando houver capturas de outros portugueses ou luso descendentes por esse mundo fora. Mas então, para que serve a Lusofonia ?

2 comments:

Luís Estrada said...

Perguntas para que serve a Lusofonia?

A lusofonia serve para encher o bolso de meia-dúzia de pessoas, sempre os mesmos e para dar cabo da língua portuguesa, abrasileirando-a.
De resto, é uma palavra infeliz e feíssima.

Pedro Faustino said...

A nossa comunicação social está doente? Quando é que ela não esteve? Aliás é feita por doentes para doentes a pedido doutros doentes.
Por um lado está na mão dos plutocratas, Belmiros e Balsemões. e coisas que tal. Por outro, nos avantistas e periferias (pouco lidos).
E à parte mil e uma publicações intelectuais e culturais de pouca circulação que ninguém lê, a não ser os autores dos textos e amigos - no que fazem bem porque são chatíssimas, o país dos Pachecos e dos Acácios continua douradamente inepto e contentinho.